quinta-feira, 2 de dezembro de 2010

Neuras natalinas

Odeio essa coisa de dividir as pessoas em dois grupos: quem prefere praia ou campo, o pai ou a mãe, namorar ou ficar; e já disse isso várias vezes aqui no blog. MAS, como vocês já devem ter percebido, coerência não é meu forte e vou começar a coluna dividindo os mais de 6 bilhões de habitantes do mundo entre os que gostam e os que não gostam de Natal (desconsidere os povos que não comemoram o Natal, para não estragar minha estatística e continuemos).

Dentro dos que não gostam do Natal, temos a facção radical, que briga com a família e se recusa a comemorar a data – uma mera imposição social e mercadológica na visão deles. Esses são os malas. Dentro dos que gostam de Natal, há um subgrupo moderado, que engloba os que gostam da data (como já foi dito, dã), mas reconhecem que ela é uma rica e dinâmica fonte de problemas, estresse, frustração e histeria. Mesmo conscientes disso, lá estão os integrantes desse grupo, ano após ano, aguardando ansiosos pela data. É nesse subgrupo que eu me encaixo.

Convenhamos: tão ou mais improvável do que ganhar na loteria é ganhar um presente legal no amigo secreto. Ou você vai ganhar uma blusa que não faz seu estilo, ou um CD de um cantor obscuro, ou aquele chocolate que é justamente o que você não come. Pra piorar, você vai dar uma coisa legal porque, afinal, você é legal (estou escrevendo esse post para as pessoas legais). Ah, esse presente legal que você deu vai pro buraco negro dos presentes legais do amigo secreto porque, como eu disse, ninguém ganha um presente legal no amigo secreto.

Mesmo precisando perder 2 kg para a praia, você vai comer demais na ceia e passar o dia seguinte arrependida (enquanto come a comida requentada da ceia). Mesmo tendo se comprometido a não brigar com sua família e a fazer um Natal típico de propaganda de peru/chester/essas aves loucas dessa época, você vai armar um escândalo por causa de alguma coisa que sua mãe disse e vai ficar histérica. E, mesmo gostando da data, você vai ficar irritada por se sentir obrigada a gostar da data – porque é muito chato ser obrigada a gostar de alguma coisa e você é do grupo de que gosta de Natal!

Bom, mas quem se importa? Quando você pensa na árvore toda colorida, na família falando besteira e dando risada, no tio sem-noção que pergunta pelo seu novo namorado na frente do seu pai e a faz morrer de vergonha, na expectativa de receber uma coisa incrível no amigo secreto (não vai acontecer, mas é bonito ter expectativa), na lembrança que daqui a pouco o Réveillon vem e o ano acaba e você está cheia de planos... pimba: depois da festa, você dorme na sua cama quentinha, feliz por mais um Natal. Afinal, quem não gosta de Natal é mala, lembremos!

8 comentários:

  1. um costume muito gostoso que temos no natal é cantar parabens e comer um bolo bem gostoso,..
    afinal !! mais importante que amigo secreto presentes e tudo isso é o nascimento de Jesus,..
    boas festas,.

    ResponderExcluir
  2. Ricardi, você sabia que o nascimento de Jesus não é no Natal né? Heheheh...
    Longa história sobre os rituais pagãos, mas é um erro bastante cometido entre as pessoas.

    A propósito gostei do post,

    Boas festas

    ResponderExcluir
  3. Gostei da sua incoerência. Porém fiquei sem entender em que grupo eu fico.

    Eu gosto de encontrar a família e os amigos no Natal. Mas considero essa data comercial demais e como não sou religioso, não vejo motivo especial nesta data. Contudo, respeito quem acredita e quem comemora.

    ResponderExcluir
  4. tambem não sei em que grupo fico :/ , nao gosto muito de natal...mas amo estar com minha familia reunida mesmo que isso seja uma vez por ano , ameii o post !

    ResponderExcluir
  5. Eu gosto de natal, e fico na expectativa todo ano. Portanto, não sou mala. HAHA Adorei seu texto!

    ResponderExcluir
  6. Sou do grupo que esperam o ano inteiro pela época de fim de ano, que é a melhor. Apesar de todas as decepções, brigas e infortúnios, no fim do ano o que faz a diferença são as pequenas coisas.

    ResponderExcluir
  7. Ah, não gosto das comidas de Natal, pelo menos na casa dos meus parentes não, principalmente o Peru. ôooh carnizinha ruim kkkk.
    mas gosto do natal, toda aquela espectativa dos presentes (compras *--*) e os lugares todos enfeitados, um colorido (vermelho) muito legal.

    ResponderExcluir
  8. Não suporto Natal, mas por um motivo especifico. Passava a noite esperando meu pai aparecer e a unica coisa que via era a festa na casa dos vizinhos. Lá em casa acabou não sendo mais comemorado nem Natal, nem ano novo depois da separação de meus pais. Meia noite eu já estava no 3º sono, quando conseguia parar de chorar e dormir. Oh que tragico.kkkkk

    ResponderExcluir